Over 10 years we help companies reach their financial and branding goals. Engitech is a values-driven technology agency dedicated.

Gallery

Contacts

411 University St, Seattle, USA

engitech@oceanthemes.net

+1 -800-456-478-23

Blog Migração

9 certificações de segurança imprescindíveis para profissionais de TI

Como garantir e mostrar para as empresas que você possui tanto os conhecimentos quanto as habilidades necessárias para ocupar um cargo mais estratégico?

De acordo com uma pesquisa realizada pela (ISC)2, as certificações de segurança estão entre as qualificações consideradas mais importantes para a empregabilidade dos profissionais da área. Elas só ficam atrás das experiências relevantes e do conhecimento sobre conceitos avançados de cibersegurança.

Quer se destacar? Então confira agora quais são as certificações de segurança mais importantes para os profissionais de TI!

  1. GIAC Security Essentials (GSEC)

A GSEC é uma certificação voltada para os profissionais que desejam demonstrar seus conhecimentos ligados à segurança da informação. Portanto, é válida para provar que você é qualificado para trabalhar na área.

Um bootcamp é oferecido para quem precisa de treinamento para obter a certificação. Além disso, a cada quatro anos é preciso renová-la e pegar uma taxa de manutenção de USD 429.

  • Público-alvo: profissionais que estão começando a carreira na área de segurança da informação.
  • Pré-requisitos: embora essa certificação de segurança não tenha exigências, é recomendada certa experiência prática.
  • Valor: USD 1.899 ou USD 769 para quem optar pelo bootcamp.
  1. NIST Cybersecurity Framework (NCSF)

O curso NCSF é oferecido em dois níveis: Foundation e Practitioner. No primeiro, é feita uma introdução ao NIST Cybersecurity Framework e os alunos aprendem sobre como usar o programa para superar os desafios da segurança cibernética.

Já o NCSF Practitioner prepara os profissionais para projetar, desenvolver, testar e gerenciar um programa de segurança cibernética fundado no NIST Cybersecurity Framework.

  • Público-alvo: profissionais que estão começando a carreira na área de segurança da informação.
  • Pré-requisitos: não há exigências para o Foundation, mas quem quiser concluir o nível Practitioner precisa ter preferencialmente uma Certificação NIST Cybersecurity Foundation válida.
  • Valor: para o Foundation, USD 995; e para o Practitioner, USD 3.295.
  1. Certified Information Systems Security Professional (CISSP)

A CISSP é a mais requisitada entre as certificações de segurança. Isso porque o exame cobre oito domínios fundamentais da área, garantindo que os profissionais tenham uma vasta compreensão dos tópicos mais importantes.

Ao obter essa certificação, você pode provar que está apto para elaborar, implementar e gerenciar o melhor programa de segurança. Portanto, é um meio de crescer na carreira e conseguir salários ainda melhores.

  • Público-alvo: profissionais de segurança da informação, incluindo gerentes e executivos.
  • Pré-requisitos: no mínimo cinco anos de experiência em sistemas de informação.
  • Valor: USD 699
  1. CompTIA Security+

A CompTIA Security+ é mais uma das certificações de segurança globais. Porém, por ser mais básica quando comparada à CISSP, costuma ser o primeiro exame feito pelos profissionais de TI.

A certificação é válida por três anos. Após esse período, é preciso renová-la por meio do programa de educação continuada, que inclui atividades e treinamentos sobre segurança da informação.

  • Público-alvo: Auditores de TI Júnior/Testadores de Penetração, Administradores de Sistemas, Administradores de Rede e Administradores de Segurança.
  • Pré-requisitos: o exame não possui exigências.
  • Valor: USD 339
  1. Certified Ethical Hacker (CEH)

Quando o assunto é a vulnerabilidade da infraestrutura de TI, o CEH é uma das melhores opções entre as certificações de segurança. Ela ajuda profissionais a crescerem na carreira de hacking ético.

Para evitar colocar informações cruciais em risco, as empresas abrem cada vez mais vagas para profissionais capazes de identificar fraquezas em suas redes.

  • Público-alvo: todos os profissionais que atuam na área de segurança e se preocupam com a integridade da infraestrutura de rede.
  • Pré-requisitos: fazer o treinamento oficial para o exame ou ter pelo menos dois anos de experiência em segurança da informação.
  • Valor: USD 500
  1. Offensive Security Certified Professional (OSCP)

Também voltada ao hacking ético, a OSCP é para aqueles que desejam provar que alcançaram o nível máximo de conhecimento técnico. Afinal, para obter a certificação, você precisa mostrar suas habilidades de teste de penetração.

Para você ter uma ideia, a prova dura 24 horas e conta com exercícios práticos baseados em situações reais.

  • Público-alvo: profissionais da segurança da informação.
  • Pré-requisitos: completar o curso de Teste de Penetração com Kali Linux (PwK).
  • Valor: a partir de USD 800
  1. Certified Information Security Manager (CISM)

A CISM é uma das certificações de segurança voltadas aos profissionais de TI que ocupam posições gerenciais nas organizações. Portanto, aqueles responsáveis por projetar e supervisionar a segurança da informação.

Além de comprovar a experiência que possui, caso a CISM se encaixe no seu perfil, ela te ajuda a aumentar sua credibilidade e seu potencial de progressão na carreira.

  • Público-alvo: gestores experientes de segurança da informação.
  • Pré-requisitos: ter experiência de três anos em gerenciamento de segurança e cinco anos em segurança cibernética.
  • Valor: USD 760
  1. Certified Cloud Security Professional (CCSP)

Entre as certificações de segurança, a CCSP está entre as mais restritas. Afinal, ela foi pensada para os profissionais de nível médio a avançado em TI. Ou seja, com ampla experiência na área.

Ela vem se tornando cada vez mais popular com a expansão da computação em nuvem. Ao obter a CCSP, os profissionais demonstram que são competentes nos domínios mais importantes da segurança na nuvem.

  • Público-alvo: profissionais de segurança da informação mais experientes.
  • Pré-requisitos: pelo menos cinco anos de experiência em TI.
  • Valor: USD 549
  1. Certified Protection Professional (CPP)

De nível ainda mais alto, a CPP é globalmente reconhecida pelo padrão de excelência dos profissionais de gerenciamento de segurança certificados por ela.

O exame inclui tarefas, conhecimentos e habilidades em sete domínios diferentes identificados como as principais áreas envolvidas na gestão da segurança.

  • Público-alvo: profissionais responsáveis por gerenciar a segurança em uma organização.
  • Pré-requisitos: trabalhar em período integral em um cargo relacionado à segurança, ter nove anos de experiência em segurança da informação e ter sido responsável por uma função de segurança em pelo menos três deles.
  • Valor: USD 485

Veja qual é a melhor opção para você

Com base no nível de experiência que você possui, é possível escolher a certificação mais adequada. E, claro, confira também se você atende aos pré-requisitos. Não deixe de investir na sua carreira!

 

Recentemente, Protega e Zillion se uniram e, a partir de agora, as empresas expandem suas operações dos escritórios de São Paulo, Campinas, Belo Horizonte e Nova York para Uberlândia e Goiânia, além de outras cidades que já eram atendidas pela Zillion.

SAIBA MAIS SOBRE A FUSÃO ENTRE PROTEGA E ZILLION

Autor

Protega

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × quatro =